Stress e alto rendimento no basquetebol

Fator recorrente na vida de atletas de alto rendimento, o stress pode ser causado a essas pessoas por muitos fatores relacionados à rotina intensa de treinamentos, aos grandes eventos competitivos ou ainda situações de cunho pessoal. Além das demandas físicas, técnicas e táticas o esporte praticado a esse nível exige também um grande preparo psicológico. No caso do basquetebol, por suas características de esporte coletivo, invasivo e com grande grau de imprevisibilidade, os níveis de stress podem se tornar excessivos. 

No livro "Basquetebol: Stress e Alto Rendimento", lançado em Agosto, o ex-docente da EEFE Dante de Rose Jr. e o pesquisador Esdras Guerreiro Vasconcellos (IP-USP) buscam identificar os principais fatores de stress que permeiam a vida esportiva e pessoal de atletas de alto rendimento. Para tanto, foram entrevistados dezenove atletas olímpicos do basquetebol brasileiros. Essas pessoas relatam a importância e o impacto de situações específicas de jogo, questões sobre a própria competência, medo e insegurança, contusões, programas familiares, problemas financeiros, entre outros, e como essas questões podem impactar no seu desempenho em quadra. A situação é ainda mais agravada durante as competições, especialmente as internacionais.

Esse tema é importante para que os profissionais da área - como técnicos e dirigentes- entendam melhor as reações dos atletas e saibam auxiliá-los a lidar de forma mais adequada com as situações que se apresentam em sua carreira, em uma competição ou jogo. Essa é uma condição importante para que o desempenho seja adequado e os resultados sejam obtidos de acordo com os objetivos estabelecidos.
 
O livro está disponível no site da Editora Dialética: