• Contato
  • Contato:

Prof. Dr. Antonio Carlos Simões

Possui licenciatura em Educação Física pela Escola de Educação Física e Esporte da USP (1972). Licenciatura em Pedagogia pela Faculdade de Educação Campos Salles (1979). Licenciatura e Bacharelado em Psicologia, e formação de Psicólogo pela Universidade Guarulhos (2001). Mestre em Educação Física pela Escola de Educação Física e Esporte da USP (1987). Doutor em Ciência da Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da USP (1990). Estágios especializados nos Institutos de Educação Física de Madrid (1975) e Moscou (1983). Professor Titular da USP-EEFEUSP (2005).

Coordenador e Pesquisador do Laboratório de Psicossociologia do Esporte LAPSE e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicossociologia do Esporte GEPPSE da Escola de Educação Física e Esporte da USP. No curso de Bacharelado em Esporte, ministra as disciplinas de Esporte e Psicologia, Esporte e Sociologia. No curso de pós-graduação ministra disciplina e orienta nas áreas de Estudos de Esporte, Pedagogia e Biodinâmica do Movimento Humano, atuando nas linhas de pesquisas: aspectos psicossociais do esporte; aspectos psicológicos da competição infantil, aspectos psicológicos do esporte de rendimento, e desempenho esportivo.

Comportamento ideológico de liderança de professores técnicos de equipes esportivas escolares no basquetebol

comportamento ideológico de liderança, empregado por professores de educação física, como técnicos líderes de equipes escolares de basquetebol, através do Sistema ACS.

artigo completo em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/viewFile/4034/3420

O objetivo deste estudo foi caracterizar que o comportamento ideológico de liderança, empregado pelos professores de educação física, como técnicos líderes de equipes escolares masculina e femininas de basquetebol, poderia ser avaliado pelo Sistema ACS (módulo 3), desenvolvido e validado para identifi car a maneira como os professores / técnicos descrevem suas próprias ideologias de liderança e/ou alunos-atletas descrevem os comportamentos dos seus líderes quanto às duas dimensões específi cas do comportamento dos lideres: relações interativas e operativas. Participaram do estudo 203 alunos-atletas, 103 do sexo masculino e 100 do feminino, e 20 professores / técnicos, componentes de equipes de basquetebol de escolas do ensino médio de diversos Estados do Brasil. Os dados coletados foram transferidos para um programa especifi co do sistema ACS, e os resultados das freqüências esperadas e observadas tratados pelo recurso estatístico não paramétrico qui-quadrado. Os resultados indicam que as relações interativas e operativas são dimensões fundamentais do comportamento dos professores / técnicos como lideres e que o sistema de avaliação (ACS 3) oferece técnica prática e útil para avaliar a ideologia de liderança empregada pelos técnicos à frente das equipes de basquetebol. Podemos concluir que professores / técnicos e alunos / atletas, das equipes masculinas e femininas de basquetebol, tendem a avaliar de forma dissonante as contribuições das duas dimensões específi cas do comportamento dos líderes: relações interativas e operativas. O estilo de liderança autoritário participativo prevalece nas equipes masculinas e femininas de basquetebol. O estilo de liderança democrático liberal praticamente não faz parte do comportamento e da ideologia de liderança empregada pelos professores / técnicos.

Parcerias
Worcester University Biblioteca Digital Vérsila